Galeria

FOTOS

Este slideshow necessita de JavaScript.

ÁUDIOS

Ruído das Plantas – Gravado no domingo 16-12-2018 durante a oficina Plantas e Circuitos, facilitada por Negalê Jones durante o evento Oi Conexidades.

Vinheta criada como estudo estético da residência artística OuvidoChão Cartas Quilombolas. Está acontecendo no Rio de Janeiro pelo programa ArtSonica Residência Artística e trata da elaboração de um ambiente sonoro imersivo e interativo baseado nas paisagens sonoras de territórios negros do Rio.

Representante da cidade de Porto Alegre-RS, o projeto foi desenvolvido pela Bamako Produção, que levou ao Rio os artistas pernambucanos Gabriel Muniz e Irla Franco. Foi apresentada no evento ArtSonica In Process, que aconteceu no LabSonica / Oi Futuro em 24 de janeiro de 2019.

CARTAS

Este slideshow necessita de JavaScript.

VÍDEOS

Seu Tilmo – Pedreiro. Morador do Quilombo Família Fidélix – Porto Alegre/RS

Mestre Jaburu – Capoeira Angola Guayamuns. Morador do Quilombo Família Fidélix – Porto Alegre/RS

Vinheta elaborada como estudo criativo para o projeto OuvidoChão – Cartas Quilombolas. Gravado no domingo 16-12-2018 durante a oficina Plantas e Circuitos, facilitada por Negalê Jones durante o evento Oi Conexidades.

Reunião da equipe OuvidoChão – Cartas Quilombolas. Os residentes Gabriel Muniz e Irla Franco, com colaboração da artista convidada Vitória Cribb, se encontraram no LabSonica / Oi Futuro para rascunhar os primeiros recortes conceituais e formais para a nossa cartografia sonora.

Na vinheta, as imagens foram captadas no Rio de Janeiro. A trilha sonora é um mix de uma jam entre o Mestre Jaburu (Berimbau) e Seu Tilmo (Serra Elétrica) gravada no Quilombo Família Fidélix, na capital gaúcha; e de um ruído de fonte desconhecida, parte da paisagem sonora do Vale do Catimbau, agreste pernambucano.

Na quarta-feira (16-01-2019 ) tivemos um dia bastante intenso, de trocas valiosas. A convite de Katiúscia Ribeiro, doutora em Filosofia UFRJ, companheira gaúcha que conhecemos durante o processo de luta pelo território do Quilombo da Família Lemos (Porto Alegre-RS), saímos pela manhã bem cedinho para conhecer o Ilé Àse Ògún Àlákòró. O terreiro fica no Quilombo Quilombá, recentimente certificado pela Fundação Palmares, no munícipio de Magé, Baixada Fluminense. Fomos recebidos de maneira muito acolhedora por todas e todos ali presentes, acompanhados por uma esplendorosa sinfonia de silêncio e cigarras.

Vinheta criada como estudo estético da residência artística OuvidoChão Cartas Quilombolas. Está acontecendo no Rio de Janeiro pelo programa ArtSonica Residência Artística e trata da elaboração de um ambiente sonoro imersivo e interativo baseado nas paisagens sonoras de territórios negros do Rio.

Representante da cidade de Porto Alegre-RS, o projeto foi desenvolvido pela Bamako Produção, que levou ao Rio os artistas pernambucanos Gabriel Muniz e Irla Franco. Foi apresentada no evento ArtSonica In Process, que aconteceu no LabSonica / Oi Futuro em 24 de janeiro de 2019.

No dia 02/02/2019 no Ilé Asé Ògún Àlákòró, Quilombo Quilombá gravamos esta sonorização diretamente neste território negro de Magé, Baixada Fluminese. Irla Franco e Gabriel Muniz, nossos residentes desvendam as sonoridades líquidas do Urucum.